Salar de Uyuni e o caminho desde o Chile

O caminho mais recomendado de San Pedro até Uyuni, pela beleza das paisagens, é o que segue da Carretera 27 a norte pelo Passo Fronteiriço Hito Cajón. É o trajeto que fazem as agências de turismo que integram os dois destinos, no qual se leva três dias para chegar ao salar.

Nós, entretanto, dessa vez escolhemos o caminho mais fácil. Até então já tínhamos diversas vezes feito o contrário, preferindo caminhos mais longos, não asfaltados, em busca das melhores paisagens. Porém, a perspectiva de noites entre -10 e -20 °C, dos cuidados para evitar problemas com o carro em decorrência do congelamento da água e combustível, nos fez mudar de ideia. Ler mais

San Pedro de Atacama

Até chegarmos a San Pedro de Atacama, ainda não tínhamos uma resposta certa para a pergunta clássica de e para viajantes “Qual seu lugar favorito?” Sempre citávamos uma lista. Agora, respondemos sem vacilar: o deserto.

Pode ser só porque a paisagem é muito diferente da nossa brasileira, ou porque chegamos a uma região de temperatura agradável (só durante o dia, mas já estava valendo) depois de muitos dias frios, ou então uma combinação disso com o fato de termos encontrado um lugar gostoso para ficar. O fato é que fomos ficando, os amigos foram chegando, e acabamos transformando o estacionamento do Hotel Puritama (onde estávamos acampados) em uma grande diversão, com direito a cozinha vegetariana coletiva. Ali, reencontramos ou conhecemos pessoas incríveis: a Carina e o Kaj; os austríacos já em fim de viagem Tanja, Martin e seu bebê, Moritz; e mais os queridos argentinos Juli, German e Barkley.

51-DSC_0478
Laguna Chaxa.

Ler mais

Santa Cruz e o Vale de Colchagua

Santa Cruz e o Vale de Colchagua não estavam em nosso roteiro inicial, mas quando estávamos no final da Carretera Austral, na fila da balsa para Hornopirén conhecemos outro viajante, Chileno, que nos disse que a região era imperdível, e que deveríamos sim passar por lá.

Consultamos nosso guia e realmente ele descrevia a região como a mais importante zona vinícola do Chile, com paisagens e roteiros que chamaram nossa atenção. Apesar de não sermos nem um pouco entendidos em vinhos, decidimos seguir para lá após deixarmos Pucón, em busca de um pouco de sol, belas paisagens e, porque não, vinhos. Ler mais

A Araucanía e a chuva

Passamos alguns dias em Valdívia. Andamos pela cidade, pela avenida costanera, fomos ao Museo Histórico y Antropológico, percorremos praias quase desertas, fizemos amigos e provamos algumas das cervejas locais.

 
De lá, percorremos a rota dos sete lagos e chegamos a Pucón. Ficamos apenas um dia. O tempo estava chuvoso e frio e a previsão era de que continuaria assim por vários dias. Queríamos ainda conhecer o restaurante da chef mapuche Anita Epulef, em Curarrehue, mas era domingo e não esperamos. Tocamos um trecho longo de estrada até finalmente reencontrar o sol perto do Valle Colchagua.